COVID-19: Informações importantes sobre o novo coronavírus

Diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), foram alteradas as regras para cancelamento e remarcação de passagens aéreas. O passageiro poderá optar por:

Remarcar a viagem

Em caso de cancelamento do voo originalmente programado para o período entre 19 de março e 31 de dezembro de 2020, é possível remarcar uma vez a passagem aérea, sem ônus, mantidas as condições aplicáveis ao serviço contratado (mesma origem, destino e sazonalidade, dentro do intervalo de validade da passagem).

Manter o valor em créditos

Em caso de cancelamento ou desistência do voo programado para o período entre 19 de março e 31 de dezembro de 2020, é possível converter o valor integral da passagem em créditos para utilização futura. O valor fica disponível por até 18  meses, a contar da data  do  recebimento do crédito.

Solicitar reembolso

Em caso de cancelamento do voo originalmente programado para o período entre 19 de março e 31 de dezembro de 2020, é possível solicitar o reembolso do valor da passagem. A companhia tem até 12 meses contados da data do voo cancelado  para devolver os valores. Casos de desistência por parte do passageiro estão sujeitos ao pagamento de eventuais penalidades contratuais.

Fonte:  Lei nº 14.034, de 05 de agosto de 2020.

 

As companhias aéreas também adotaram outras flexibilidades. Para mais informações, consulte:

 

IMPORTANTE: A cada dia, autoridades de saúde e migração de diferentes países estão adotando medidas que podem afetar a sua viagem. Por esse motivo – se você tiver uma viagem internacional agendada – recomendamos que consulte periodicamente as informações oficiais e verifique os procedimentos e medidas com sua companhia aérea.

 

ORIENTAÇÕES PARA VOCÊ VOAR EM TEMPOS DE COVID-19:

As companhias aéreas estão seguindo rigorosamente as orientações das autoridades sanitárias para manter o coronavírus longe do seu voo. Confira as respostas para as suas dúvidas sobre as viagens de avião durante (e após) a pandemia – https://www.abear.com.br/direitos-do-passageiro

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

 

SITES RECOMENDADOS:

Consulte o estado de avanço do COVID-19 apenas em sites oficiais governamentais ou de autoridades sanitárias do seu país.

Acesse todas as notícias