Na mídia

NA TV

21/03/18

Tarifa aérea média doméstica cai 0,6% em 2017 e atinge menor patamar da série histórica, diz Anac

A tarifa aérea média doméstica real, descontada a inflação, encerrou 2017 em 357,16 reais, no menor valor da série histórica iniciada em 2011, e 0,6 por cento inferior a 2016, segundo o Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas divulgado nesta quarta-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

O preço do quilômetro pago por passageiro, métrica que permite a comparação entre ligações com diferentes distâncias, caiu 3,1 por cento em 2017 e fechou o ano em 0,308 real, também no menor patamar da série histórica.

 

De acordo com a Anac, a tarifa média caiu apesar do aumento da demanda por transporte aéreo doméstico, medida em passageiros quilômetros pagos transportados (RPK), o que tende a puxar os preços para cima.

 

No ano passado, a demanda por voos domésticos acumulou alta de 3,2 por cento, enquanto a oferta de assentos subiu 1,4 por cento. Os dados mostram uma recuperação, após as quedas em 2016 de 5,7 por cento na demanda e de 5,9 por cento na oferta.

 

Segundo a Anac, embora a redução das tarifas médias tenha ocorrido em meio ao início da franquia de bagagens, ainda não é possível verificar o efeito dessa medida nas tarifas.

 

“A constatação das causas que levam a variações nos preços das passagens aéreas, como a desregulamentação da franquia de bagagem, exige uma série temporal robusta de dados que permita isolar e analisar os impactos de todas as variáveis envolvidas”, disse a Anac no relatório, acrescentando que as tarifas oscilam por diversos fatores, como mudança nos custos das companhias, distância de rota, nível de concorrência, entre outros.

 

EMPRESAS

No ano passado, a tarifa média para voos domésticos da Latam caiu 7,3 por cento, enquanto Azul mostrou queda de 2,2 por cento e Avianca teve redução de 0,3 por cento. Na contramão, a Gol foi a única a apresentar aumento na tarifa média no ano passado, de 6,6 por cento.

 

O preço do quilômetro pago por passageiro por empresa apresentou comportamento similar à variação tarifária, com quedas de 9,4 por cento na Latam, de 6,7 por cento na Azul e de 0,1 por cento na Avianca. Já a Gol mostrou alta de 2,4 por cento.

 

SAZONALIDADE

Apesar da queda no ano, os dados do relatório mostram que a tarifa média doméstica real no segundo semestre foi de 384,21 reais, ficando acima da tarifa média do ano.

 

A Anac destacou o fator sazonalidade para os preços que, em geral, são mais altos no segundo semestre ante os primeiros seis meses do ano.

Matéria publicada na Agência Reuters em 21 de março de 2018, escrita pela jornalista Flavia Bohone.

Nos bastidores da AZUL

Adentrando o mundo Azul

 

 


São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 8º andar, Sala 832
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215