Clipping

18/07/18

CLIPPING 18/07/2018

JORNAL O GLOBO

Latam passa a cobrar pela escolha de assento, como fazem Gol e Azul

https://oglobo.globo.com/economia/latam-passa-cobrar-pela-escolha-de-assento-como-fazem
-gol-azul-22896518#ixzz5LZ9fRYs9
 

Ação especial assegura poder de veto ao governo brasileiro no acordo
entre Boeing e Embraer

https://oglobo.globo.com/brasil/acao-especial-assegura-poder-de-veto-ao-governo
-brasileiro-no-acordo-entre-boeing-embraer-22897166#ixzz5LZA5XzM8
 

Carteira de pedidos da Embraer pode aumentar em bilhões de dólares
nos próximos meses

https://oglobo.globo.com/economia/carteira-de-pedidos-da-embraer-pode-aumentar-em
-bilhoes-de-dolares-nos-proximos-meses-22895908#ixzz5LZAFA4EG
 

Cresce demanda global por aviões para 42.700 unidades em 20 anos

https://oglobo.globo.com/economia/cresce-demanda-global-por-avioes-para-42700
-unidades-em-20-anos-22895225#ixzz5LZAJlvCW
 

Azul firma acordo com Embraer para compra de 21 aviões

https://oglobo.globo.com/economia/azul-firma-acordo-com-embraer-para
-compra-de-21-avioes-22894988#ixzz5LZBFPkiF
 

 

JORNAL DO BRASIL

Aéreas condenadas a indenizar adolescente que passou 9 horas no aeroporto

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018/07/17/aereas-condenadas-a-indenizar-adolescente
-que-passou-9-horas-no-aeroporto/

Embraer fecha venda de 25 jatos à United, por US$ 1,1 bilhão

http://www.jb.com.br/economia/noticias/2018/07/17/embraer-fecha-venda-de
-25-jatos-a-united-por-us-11-bilhao/

 

O ESTADO DE SÃO PAULO

Aérea de Cingapura ganha 'Oscar da aviação'; Ásia tem 9 das 10 melhores

https://viagem.estadao.com.br/noticias/geral,aerea-de-cingapura-ganha-oscar-da-aviacao
-asia-tem-9-das-10-melhores,70002405466

Aéreas condenadas a indenizar adolescente que passou nove horas
no saguão do aeroporto

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/aereas-condenadas-a-indenizar
-adolescente-que-passou-nove-horas-no-saguao-do-aeroporto/

Classe executiva: as melhores de 2018

https://jornaldocarro.estadao.com.br/primeira-classe/classe-executiva-melhores-2018/

Embraer anuncia acordo para venda de 300 aeronaves, no valor de US$ 15 bi

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,embraer-anuncia-acordo-para-venda-de-300
-aeronaves-no-valor-de-us-15-bi,700024051460

 

CORREIO BRAZILIENSE

Latam passará a cobrar pela marcação de assento em voos em agosto

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/17/internas_economia
,695551/latam-passara-a-cobrar-pela-marcacao-de-assento-em-voos-em-agosto.shtml

Embraer fecha venda de 25 jatos à United, por US$ 1,1 bilhão

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/17/internas
_economia,695399/embraer-fecha-venda-de-25-jatos-a-united-por-us-1-1-bilhao.shtml

 

O ESTADO DE MINAS

Ciro: Acordo Embraer-Boeing é clandestino e ameaçador da
segurança nacional

https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2018/07/17/internas_economia,974088/
ciro-acordo-embraer-boeing-e-clandestino-e-ameacador-da-seguranca-nac.shtml

Latam passa a cobrar por escolha de assento e antecipação ou adiamento
de voo

https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2018/07/17/internas_economia,974073/latam
-passa-a-cobrar-por-escolha-de-assento-e-antecipacao-ou-adiamento.shtml

Aéreas condenadas a indenizar adolescente que passou 9 horas no aeroporto

https://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2018/07/17/interna_nacional,974060/aereas
-condenadas-a-indenizar-adolescente-que-passou-9-horas-no-aeropo.shtml

 

G1

Caos em aeroporto de Lisboa deve prejudicar turismo de Portugal

https://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/caos-em-aeroporto-de-lisboa-deve
-prejudicar-turismo-de-portugal.ghtml

Navegantes tem recorde de passageiros, mas entraves dificultam ampliação
estrutural de aeroporto

https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/aeroporto-de-navegantes-aumenta-fluxo-de
-passageiros-mas-entraves-dificultam-ampliacao-estrutural.ghtml

Singapore Airlines é eleita a melhor companhia aérea do mundo;
veja as 10 mais

https://g1.globo.com/economia/noticia/singapore-airlines-e-eleita-a-melhor
-companhia-aerea-do-mundo-veja-10-mais.ghtml

Paraibana espera mais de 24 horas sem notícia da companhia aérea após
cancelamento de voo na Itália

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/paraibana-espera-mais-de-24-horas-sem-noticia-da
-companhia-area-apos-cancelamento-de-voo-na-italia.ghtml

 

ÉPOCA NEGÓCIOS

Avianca é eleita a melhor aérea da América do Sul, e Singapore lidera
ranking global

https://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2018/07/avianca-e-eleita-melhor-aerea
-da-america-do-sul-e-singapore-lidera-ranking-global.html

 

DCI

Ciro: Acordo Embraer-Boeing é clandestino e ameaçador da
segurança nacional

https://www.dci.com.br/economia/ciro-acordo-embraer-boeing-e-clandestino
-e-ameacador-da-seguranca-nacional-1.724640

Azul encomenda mais 21 jatos E195 de 2ª geração da Embraer

https://www.dci.com.br/servicos/azul-encomenda-mais-21-jatos-e195-de-2-gerac
-o-da-embraer-1.724499

 

PANROTAS

Delta estuda aumento de tarifas para compensar alta de combustível

https://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2018/07/delta-estuda
-aumento-de-tarifas-para-compensar-alta-de-combustivel_157185.html

Delta e Korean Air firmam parceria de serviços de carga

https://www.panrotas.com.br/aviacao/parcerias/2018/07/delta-e-korean
-air-firmam-parceria-de-servicos-de-carga_157176.html

Boeing prevê US$ 15 trilhões com aviões comerciais em 20 anos

https://www.panrotas.com.br/aviacao/pesquisas-e-estatisticas/2018/07/boeing
-preve-us-15-trilhoes-com-avioes-comerciais-em-20-anos_157170.html

Latam muda regras de alteração de voos para o mesmo dia

https://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2018/07/latam
-muda-regras-de-alteracao-de-voos-para-o-mesmo-dia_157165.html

Singapore é eleita melhor do mundo; Azul a melhor aérea do Brasil

https://www.panrotas.com.br/aviacao/pesquisas-e-estatisticas/2018/07/singapore-e
-eleita-melhor-do-mundo-azul-a-melhor-aerea-do-brasil_157163.html

Qatar Airways anuncia seu primeiro jato G500 Gulfstream

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/07/qatar-airways
-anuncia-seu-primeiro-jato-g500-gulfstream_157157.html

Azul encomenda mais 21 Embraer 195 E-2, chegando a total de 51

https://www.panrotas.com.br/aviacao/investimentos/2018/07/azul-encomenda-mais
-21-embraer-195-e-2-chegando-a-total-de-51_157164.html

Nova aérea de David Neeleman encomenda 60 A220-300

https://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2018/07/nova
-aerea-de-neeleman-encomenda-60-a220-300_157160.html

 

MERCADO E EVENTOS

Embraer anuncia acordo para venda de até 300 aeronaves por
US$ 15 bilhões

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/embraer-anuncia-acordo
-para-venda-de-ate-300-aeronaves-por-us-15-bilhoes/

Nova empresa aérea de David Neeleman compra 60 aeronaves A220-300 

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/nova-empresa-aerea-de-david
-neeleman-compra-60-aeronaves-a220-300/

Azul anuncia intenção de compra de 21 Embraer 195-E2

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/azul-anuncia-intencao
-de-compra-de-21-embraer-195-e2/

Latam muda regras para alterações de voos

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/latam
-muda-regras-para-alteracoes-de-voos/

 

JORNAL DE TURISMO

Azul anuncia intenção de comprar 21 Embraer 195-E2

https://www.jornaldeturismo.tur.br/aviacao/81127-azul-anuncia-intencao
-de-comprar-21-embraer-195-e2-2

 

VALOR

Latam passa a cobrar por marcação de assentos em agosto, seguindo rivais 

Por João José Oliveira | De São Paulo 

A Latam, segunda maior companhia aérea do país, começa a cobrar pela marcação de
assentos a partir de 16 de agosto. A decisão segue uma política já adotada pelas concorrentes
Gol e Azul, que acompanham também uma prática comum na Europa e Estados Unidos, onde
receitas auxiliares têm crescido no balanço das empresas de aviação. 

Enquanto no mercado brasileira as receitas auxiliares - comercialização de itens e serviços
como despacho de bagagem, marcação de assentos, venda de alimentos e bebidas ou
remarcação de passagens - respondem por cerca de 10% do faturamento das companhias
aéreas, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nos Estados Unidos e Europa
esse segmento representa de 15% a 20% das vendas, segundo a empresa americana de
pesquisas IdeaWorks.

Na Latam, a escolha do assento na aeronave vai custar R$ 15 para o consumidor que usar a
tarifa Light e R$ 25 no caso da tarifa Promo. Se não quiser pagar, o passageiro terá o assento
selecionado automaticamente pela empresa. 

Para os clientes que escolherem bilhetes nas categorias Plus ou Top ou que sejam membros
dos programas Fidelidade Black Signature, Black ou Platinum, o serviço será gratuito. 

A Latam também mudou as regras para remarcação de passagem em voos para o mesmo dia
do embarque. Quem quiser antecipar ou adiar um embarque com menos de 24 horas de
antecedência terá que pagar R$ 75 no caso da tarifa Light. 

Na tarifa Promo, não é possível remarcar a passagem no mesmo dia do embarque. Os clientes
Plus e Top terão esse serviço de forma gratuita. 

A concorrente Gol cobra a marcação de assentos desde fevereiro deste ano, de R$ 10 a
R$ 20 para os clientes das tarifas Light e Promo que quiserem definir o lugar no momento da
compra do bilhete. A gratuidade vale se o passageiro optar pela decisão até sete dias antes
do embarque. 

A antecipação de voo no mesmo dia de embarque custa R$ 50 até seis horas antes do voo
original, no caso da tarifa Light. Na tarifa Promo da Gol, essa troca não é permitida, enquanto
os clientes Max e Plus têm a gratuidade desse serviço. 

A Azul cobra R$ 10 pela marcação de assentos somente se o passageiro adquirir o bilhete na
categoria mais barata, a Mais Azul. 

Já a Avianca não cobra pelo serviço. 

 

Embraer recebe encomendas de 300 novos jatos 

Por João José Oliveira | De São Paulo 

A Embraer anunciou nesta semana acordos que elevaram em 300 jatos a quantidade de aviões
que a fabricante pode acrescentar à carteira de pedidos da companhia, em novos negócios que
podem somar US$ 15 bilhões se somadas vendas, opções e cartas de intenção assinados
apenas entre a segunda-feira e ontem. 

Para contextualizar, no fim do primeiro trimestre - últimos dados públicos de balanço -, a
Embraer tinha 421 pedidos firmes e 487 opções de compra na carteira de encomendas, em
negócios da ordem de US$ 19,5 bilhões 

Os negócios foram divulgados na feira de aviação Farnborough, na Inglaterra, primeiro grande
evento da indústria aeronáutica após a Embraer revelar os detalhes da parceria com a Boeing
para criação da joint venture que vai cuidar de jatos comerciais. 

A joint venture, que será 80% controlada pela Boeing e 20% pertencente à Embraer, terá como
principal rival a Airbus, que concretizou em junho a compra da área de jatos regionais da
canadense Bombardier. 

Essas alianças - a americana-brasileira e a europeia-canadense - disputam o mercado de 

jatos menores, para até 160 passageiros, um mercado que vai gerar US$ 600 bilhões em
encomendas para 10,6 mil novos aviões em 20 anos, segundo a Embraer. 

Hoje, a empresa brasileira responde por 60% desse mercado, mas a Airbus anunciou ontem
que quer chegar a 50% do segmento, com os rebatizados A220 - antigos CSeries da
Bombardier. 

Após anunciar segunda-feira a venda de 25 aviões do modelo E-175 para United Airlines, a
Embraer começou a terça-feira revelando acordo com brasileira Azul, para 21 aeronaves, por
US$ 1,3 bilhão em novas encomendas. 

Depois, a fabricante anunciou a venda para a companhia aérea regional americana Republic
Airways de 100 jatos E175, além de direitos de compra para outros 100 jatos E175 adicionais,
em valor estimado de US$ 9,3 bilhões nos atuais preços de lista. 

A Embraer também assinou acordo com a Wataniya Airways, do Kuwait, para dez jatos
E195-E2, além de 10 direitos de compra para o mesmo modelo - um pedido de US$ 1,3 bilhão,
com entregas que começam em 2020. 

A brasileira assinou ainda com a Mauritania Airlines venda de dois jatos E175, em contrato de
US$ 93,8 milhões, além de carta de intenção com um cliente não divulgado da Espanha, para
a venda de até cinco jatos E195-E2 em acordo de US$ 342 milhões. 

Em uma venda relevante na Europa para a companhia brasileira, ela firmou com a suíça
Helvetic Airways a venda de 12 aeronaves E190-E2, com direito de compra de mais 12 jatos
em acordo de valor estimado em US$ 1,5 bilhão. 

No fim do dia, a Embraer anunciou carta de intenção com a Nordic Aviation Capital (NAC) para
três aeronaves E190, em contrato de US$ 156 milhões. 

Os acordos firmados pela companhia aparecem como contra-ataque, após a Airbus ter
revelado um total de 120 jatos do modelo A220 para duas companhias aéreas regionais dos
Estados Unidos, em negócios que somam cerca de US$ 11 bilhões a preços de tabela, antes
dos descontos tradicionais nesse tipo de transação. 

Depois de anunciar na semana passada a venda de 60 jatos A220 para a JetBlue, quinta
maior companhia aérea dos Estados Unidos - que vai trocar aviões da Embraer pelos modelos
criados pela Bombardier -, a Airbus revelou nesta terça-feira a encomenda para mais 60
aviões do mesmo tipo pela mais nova companhia aérea que o empresário David Neeleman,
dono da Azul no Brasil, está lançando nos Estados Unidos.

 

Perspectivas positivas para o setor aéreo puxam ações de Gol e Azul 

Por João José Oliveira | Valor 

SÃO PAULO  -  (Atualizada às 17h42) As ações das duas companhias aéreas brasileiras
listadas na B3 fecharam a sessão desta terça-feira em forte alta, influenciadas positivamente
por expectativas mais otimistas dos agentes de mercado após um ciclo de perdas que durou
de abril a junho. A Gol registrou valorização de 3,04%, a R$ 12,89, enquanto a Azul subiu
3,91%, para R$ 23,68. O Ibovespa avançou 1,93%, atingindo 78.134 pontos.

Os investidores compraram ações de Gol e Azul animados com sinais de um cenário mais
positivo para a aviação brasileira, após um ciclo de baixa dos papéis do setor determinado
pela valorização do dólar e do petróleo — que influenciam diretamente mais de 65% dos
custos e dívidas das companhias aéreas brasileira — entre abril e junho. 

Em 9 de abril, a Azul chegou a ser cotada a R$ 38,69, antes de começar a cair pressionada
pela valorização do dólar e do petróleo, enquanto a Gol chegou a valer R$ 23,89, em 6 de abril. 

Ontem, a Gol informou a assinatura de um novo contrato com a americana Boeing para a
compra de 15 jatos modelo 737-MAX 8, o que leva o total de pedidos para 135 unidades. 

Hoje, foi a vez de a Azul anunciar carta de intenção de compra de 21 aeronaves Embraer do
modelo 195-E2, elevando assim a quantidade de pedidos firmes para 51 unidades. Com
entregas a partir de 2019, a nova aeronave terá 136 assentos, 15% a mais que a geração
atual. 

Em relatório a clientes, o UBS apontou que a aviação comercial tem espaço para crescimento
nos principais mercados da América Latina, destacando incrementos já obtidos este ano para
a demanda no Brasil, Chile, Argentina e Colômbia. O analista Rogerio Araujo destacou que o
tráfego de passageiros cresceu 6,9% na América Latina neste ano até junho ante igual período
de 2017, em termos de passageiros-quilômetros transportados (RPK, na sigla em Inglês). 

Essa expansão tem sido alimentada pelas rotas internacionais, que avançaram 9,2%,
enquanto nos voos domésticos, as companhias aéreas latino-americanas transportaram
5,5% mais passageiros no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo
período anterior.

Para o Brasil, o UBS destacou a expansão de 5,1% no tráfego aéreo este ano até junho,
sendo 14% nas rotas internacionais e 2,9% nas domésticas.  

O analista do UBS apontou ainda que a Azul vai crescer mais que a Gol por causa da
mudança de frota, em que aeronaves Airbus, que transportam 150 passageiros, estão
substituindo jatos Embraer, com 100 lugares. Para a Azul, o UBS projetou crescimento de
16% no tráfego este ano ante 2017. No caso da Embraer, a previsão é de uma expansão de
2,5%. 

Anteontem, o Goldman Sachs iniciou a cobertura das ações de companhias aéreas da
América Latina, incluindo a Azul, que recebeu recomendação de compra e preço-alvo
em R$ 33,40. 

 

Airbus anuncia pedido de 60 jatos feito por empresa de David Neeleman 

Por João José Oliveira | Valor 

SÃO PAULO  -  A empresa aeroespacial europeia Airbus anunciou nesta terça-feira acordos
para venda de até 170 aeronaves, em comunicados feitos no segundo dia da feira de aviação
de Farnborough, na Inglaterra, incluindo 60 jatos regionais encomendados pela nova
companhia aérea que David Neeleman, dono da brasileira Azul, está lançando nos Estados
Unidos. Essas encomendas representam negócios somados de até US$ 20 bilhões
considerando o preço de lista.

A encomenda de Neeleman é a segunda maior anunciada pela Airbus durante o evento. A
venda contratada é de 60 jatos A220-300 — antes chamados de CSeries-300, fabricado pela
canadense Bombardier, que teve a área de jatos comerciais comprada pela empresa europeia.
O A220 da Airbus é o maior concorrente dos jatos E-Jets, da brasileira Embraer. 

“Após anos de consolidação da aviação comercial americana, as condições estão melhorando
para que uma nova geração de empresas surjam nos Estados Unidos, com foco no serviço e
satisfação dos passageiros”, disse Neeleman, em nota. “O A220 nos permitirá atender de
maneira mais precisa rotas sem comprometer o custo, especialmente em missões de longo
alcance. Com as entregas iniciadas em 2021, teremos tempo suficiente para montar uma
equipe de gerenciamento de classe mundial e outro modelo de negócios vencedor”, afirmou o
empresário da companhia aérea ainda sem nome.

“A decisão da startup americana de colocar a A220 como plataforma para lançar seu novo
modelo de negócios é uma prova do apelo ao passageiro e da economia operacional dessa
aeronave em circulação”, disse o diretor comercial da Airbus, Eric Schulz. 

Mas o maior acordo é a encomenda de 100 jatos, sendo 25 unidades do A321neo e 75
modelos do A320neo, ambos de um corredor, feita por um cliente que não autorizou a
divulgação do nome — uma prática comum quando uma companhia aérea ou empresa de
leasing prefere manter a operação em sigilo da concorrência. A preço de lista, essa
encomenda vale US$ 11,5 bilhões.

A Airbus informou também a assinatura de acordo para a venda de oito jatos A350-900, de
dois corredores, que valem a preço de tabela US$ 2,5 bilhões, também para um cliente não
identificado. 

Além desses pedidos, a fabricante anunciou acordo para acrescentar mais dois jatos
A330-200 a um pedido anterior da Level, companhia aérea de descontos da International
Airlines Group (IAG), dona da British Airways e da Iberia, em negócio da ordem de
US$ 447 milhões. Com isso, a Level aumenta para oito o número de aeronaves desse modelo
encomendada à Airbus.

Segundo levantamento da firma britânica de informações e consultoria Flightglobal, nos dois
primeiros dias da feira de Farnborough, a Airbus soma 235 pedidos, mais que os 186 jatos já
negociados pela concorrente Boeing. 

No mesmo evento, além de Airbus e Boeing, a brasileira Embraer anunciou, na segunda-feira,
a venda de 25 jatos E-175 para a United Airlines, terceira maior companhia aérea dos Estados
Unidos, aeronave regional que transporta até 88 passageiros. E a chinesa Comac acertou a
comercialização de 20 aviões ARJ21, um bimotor para até 105 pessoas. 

A feira de aviação de Farnborough começou na segunda-feira e vai até o próximo dia 22. O
evento ocorre a cada dois anos, revezando com o Paris Air Show de Le Bourget, o principal
encontro da indústria da aviação na Europa. Em 2016, a feira registrou um total de 742
encomendas. 

 

 


abear no facebook

abear no twitter

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 8º andar, Sala 832
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215